Não sei ficar sozinho…

FacebookTwitterGoogle+Compartilhar
Hoje eu conversei com um amigo que me disse a seguinte frase: ´não sei ficar sozinho´
Com essa crença ele sai de um relacionamento e cai de paraquedas em outro, sem se reavaliar ou investir em sua autoestima. A Cada frustração ele soma mais mágoas e angústias e não percebe que uma hora a bomba explode. Inconscientemente ou não, ele cai no mesmo erro. Acaba se relacionando com mulheres possessivas, ciumentas e imaturas. Eu, como amiga pentelha, acabo sempre falando para ele PRIMEIRO FICAR UM POUCO SOZINHO E REAVALIAR SEUS ERROS E ACERTOS. Fico parecendo aquela pessoa que não o deixa viver, e na verdade eu não quero ver meu amigo sofrer MAIS UMA VEZ (visto que a cada frustração ele afunda numa depressão).
É horrível ficar sozinho(a), sei disso na prática. Mas só percebi que eu caia num erro atrás do outro depois que parei de achar que o OUTRO me feria feliz. Tive namorados lindos, charmosos, e até atenciosos no primeiro momento. Mas com o tempo fui vendo que tal relacionamento não me feria feliz, mas mesmo assim eu continuava ou tolerava as frustrações para evitar ficar MAIS UMA VEZ SOLTEIRA. Pois bem, não adiantava, e eu estava sozinha mesmo namorando. Eu entrava num ciclo de infelicidade e submissão que me fez questionar se ficar com alguém valeria a pena. Claro que vale! Mas com a pessoa certa! E não aquela que supre nosso vazio interno ou para evitarmos o medo da solidão. Mas o que é solidão? A pior solidão é aquela onde você acha que tem alguém, e esse alguém nem se importa com você.
Posso até não encontrar a pessoa certa, mas ficar com a errada definitivamente me faz sofrer mais. Enquanto o cara certo não chega vou fazendo outras coisas que adoro, como escrever, viajar e conhecer pessoas. Mas aprendi (aprendo) que a felicidade está em minhas mãos, assim como a infelicidade também, cabe a mim por qual delas eu desejo lutar.
Abraços

Leave a Reply

Your email address will not be published. Required fields are marked *

You may use these HTML tags and attributes: <a href="" title=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <s> <strike> <strong>