Como lidar com o fim de um relacionamento

FacebookTwitterGoogle+Compartilhar
No Amor

Public Domain Pictures (Emilie Hendryx)

Recentemente atendi um paciente que me trouxe muitas reflexões. Este paciente é muito inteligente e curioso, principalmente com relação aos comportamentos humanos. Adoro gente curiosa! Bom, ele queria saber por que há diferenças comportamentais entre homens e mulheres quando terminam um relacionamento. Antes de mais nada preciso ressaltar que CADA UM lida de forma particular com a ruptura de um relacionamento, apesar que algumas características parecem específicas entre os gêneros.

Na época digital que vivemos, uma característica torna-se comum entre as pessoas, vigiar a rede social do(a) ex. Esse comportamento, além de não aliviar em nada, só vai te manter ligado à outra pessoa. Assim, um primeiro passo para superar uma perda é NÃO vigiar a linha do tempo alheia (Facebook). Entendeu? Vou ressaltar isso porque escuto de muitos pacientes que fazem isso. NÃO queira saber que o outro está feliz ou infeliz. Não mande também infinitas mensagens de WhatsApp! Isso não vai te levar a nada. Por hora, pode parecer um alívio ter esse “controle”, mas só vai te “afundar” emocionalmente. Esse comportamento parece mais comum entre as mulheres, mas acredito que elas(nós!) assumem mais que fazem isso que os homens. NÃO fique fuçando o Face do seu ex!!!! Faça isso por você!

Um segundo passo é se permitir seguir em frente. Lembre-se que não adianta você se anular para “manter” uma relação que já não funciona mais. Por mais difícil que seja terminar uma relação, mantê-la usando todas suas energias e mais um pouco só vai adiar temporariamente o inevitável. O que eu me refiro aqui é àquela relação que está estagnada e que você já fez de tudo que podia para dar certo, mas o outro não quer ou não consegue se envolver. Nessa hora é melhor você se preservar e deixar o outro livre para querer estar ao não ao seu lado. Não faça joguinhos! Estes também só funcionam por tempo limitado. Como você se sentiria ao saber que sua relação só existe porque o outro não encontrou (ainda) outra pessoa por quem desejasse se envolver? Ou por medo de estar só, ele ou ela resolve te “dar uma chance”, mas depois desiste? Você entendeu onde quero chegar? Valorize-se! Sei que fica mais fácil escrever isso do que realmente colocar em prática, mas você precisa entender que os dois precisam lutar pela relação, não só você sozinho (repare que fiz um pleonasmo na frase, “só” e “sozinho” rsrsrs). Cuide-se! Você também é importante!

Quando terminamos um relação tendemos a ressaltar na memória aquilo que foi bom e isso pode nos confundir. Se terminamos, pode ter certeza, era por que algo já não estava bem. Se realmente não houver possibilidade de volta ou algo quebrou o encanto, não fique martelando em sua mente o que te fez apaixonar pelo outro no início do namoro. Lembre-se que foi bom enquanto durou e que você fez sua parte para que desse certo. Mas se o outro não deseja mais ou pisou na bola (infinitamente)… siga em frente. Já escutei (e pensei também) várias vezes a célebre frase: “NUNCA MAIS vou gostar de alguém novamente”. Não é bem assim. Podemos nos permitir a novos relacionamentos e paixão, por que não? Somos capazes sim de amar novamente, por mais decepções que possamos ter tido no passado, somos aptos SIM a  recomeçar.

Por fim, não fique repetindo para todos os amigos e familiares os detalhes do que aconteceu ou deixou de acontecer na sua relação. Tendemos, inconscientemente, a buscar aprovação dos outros (e um apoio também). Ao fazer isso, você vai se manter ligada(o) ao antigo amor e, dessa forma, será mais difícil seguir em frente. Alimentar um ódio pode até parecer que vai te ajudar a esquecer, mas como superar algo se você não para de relembrar em sua mente? Pense nisso.

Agora você deve cuidar de você e virar a página. Você VAI CONSEGUIR. Sabe por que? POR QUE VOCÊ MERECE SER FELIZ NO AMOR!

Uma excelente noite a todos…

Mariza Matheus.

Leave a Reply

Your email address will not be published. Required fields are marked *

You may use these HTML tags and attributes: <a href="" title=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <s> <strike> <strong>